#chegadecorrupção

Fux vê 'sanha' por protagonismo judicial e diz que Judiciário deve 'deferência' ao Legislativo

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, disse nesta segunda-feira (29) que existe uma “sanha por um protagonismo judicial” e que muitas questões que chegam para a análise da Justiça poderiam ser resolvidas por outras esferas de poder.

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, disse nesta segunda-feira (29) que existe uma “sanha por um protagonismo judicial” e que muitas questões que chegam para a análise da Justiça poderiam ser resolvidas por outras esferas de poder.

Presidente eleito do tribunal, o ministro ressaltou que Judiciário deve deferência ao Poder Legislativo, que tem a atribuição de resolver problemas.

Presidente eleito do tribunal, o ministro ressaltou que Judiciário deve deferência ao Poder Legislativo, que tem a atribuição de resolver problemas.

“Há hoje uma sanha de protagonismo judicial de coisas que devem ser resolvidas em outras esferas. Um protagonismo que prejudicou muitíssimo o Supremo Tribunal Federal. No Estado Democrático de Direito a instância hegemônica, que tem que resolver os problemas, é o Poder Legislativo. O Judiciário deve deferência ao Poder legislativo porque no Estado Democrático é a palavra mais importante”, afirmou.

“Há hoje uma sanha de protagonismo judicial de coisas que devem ser resolvidas em outras esferas. Um protagonismo que prejudicou muitíssimo o Supremo Tribunal Federal. No Estado Democrático de Direito a instância hegemônica, que tem que resolver os problemas, é o Poder Legislativo. O Judiciário deve deferência ao Poder legislativo porque no Estado Democrático é a palavra mais importante”, afirmou.

O ministro participou de debate virtual sobre a importância do Judiciário na retomada da economia, organizado pelo Instituto Justiça e Cidadania, com o apoio do jornal “O Globo.”

O ministro participou de debate virtual sobre a importância do Judiciário na retomada da economia, organizado pelo Instituto Justiça e Cidadania, com o…

Continue lendo na fonte

Comentários