#chegadecorrupção

Conselho do MPF terá dois procuradores que fazem oposição a Aras

Os subprocuradores-gerais da República Mário Bonsaglia e Nicolao Dino foram eleitos nesta terça-feira (23) para integrar o Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF).

Os subprocuradores-gerais da República Mário Bonsaglia e Nicolao Dino foram eleitos nesta terça-feira (23) para integrar o Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF).

Bonsaglia recebeu 645 votos, e Dino, 608. Os dois fazem oposição ao atual procurador-geral da República, Augusto Aras. Internamente, a eleição deles foi vista como um recado sobre a insatisfação da categoria com o atual chefe do Ministério Público.

Bonsaglia recebeu 645 votos, e Dino, 608. Os dois fazem oposição ao atual procurador-geral da República, Augusto Aras. Internamente, a eleição deles foi vista como um recado sobre a insatisfação da categoria com o atual chefe do Ministério Público.

Mário Bonsaglia chegou a concorrer à lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), em 2019, e foi o mais votado. A lista foi entregue pela ANPR ao presidente Jair Bolsonaro com os nomes sugeridos pela categoria para a indicação do novo procurador-geral da República.

Mário Bonsaglia chegou a concorrer à lista tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), em 2019, e foi o mais votado. A lista foi entregue pela ANPR ao presidente Jair Bolsonaro com os nomes sugeridos pela categoria para a indicação do novo procurador-geral da República.

À época, porém, Bolsonaro optou por indicar Augusto Aras, que não integrou a lista. O presidente da República não é obrigado a escolher um dos três procuradores da lista, mas, nos dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva e também nos dois de Dilma Rousseff, o escolhido para a PGR foi o primeiro da lista. Em 2017, Temer escolheu Raquel Dodge, segunda da lista.

À época, porém, Bolsonaro optou por indicar Augusto Aras, que não integrou a lista. O presidente da…

Continue lendo na fonte

Comentários