#chegadecorrupção

Bolsonaro deixa evento por videoconferência e decide se encontrar pessoalmente com procurador-geral

O presidente Jair Bolsonaro saiu do Palácio do Planalto nesta segunda-feira (25) e fez uma visita-relâmpago à sede da Procuradoria-Geral da República (PGR) para cumprimentar o procurador Carlos Vilhena, que tinha acabado de tomar posse como chefe da Procuradoria do Cidadão. Lá Bolsonaro encontrou também o procurador-geral da República, Augusto Aras.

O presidente Jair Bolsonaro saiu do Palácio do Planalto nesta segunda-feira (25) e fez uma visita-relâmpago à sede da Procuradoria-Geral da República (PGR) para cumprimentar o procurador Carlos Vilhena, que tinha acabado de tomar posse como chefe da Procuradoria do Cidadão. Lá Bolsonaro encontrou também o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Inicialmente, Bolsonaro acompanhava a cerimônia da posse de Vilhena por videoconferência. Em razão da pandemia do novo coronavírus, o evento foi transmitido pela internet, tanto para convidados quanto para a imprensa.

Inicialmente, Bolsonaro acompanhava a cerimônia da posse de Vilhena por videoconferência. Em razão da pandemia do novo coronavírus, o evento foi transmitido pela internet, tanto para convidados quanto para a imprensa.

Em determinado momento, ao falar com Aras pelo vídeo, Bolsonaro se convidou para ir pessoalmente à PGR.

Em determinado momento, ao falar com Aras pelo vídeo, Bolsonaro se convidou para ir pessoalmente à PGR.

“Se me permite a ousadia, se me convidar vou agora aí apertar a mão desse nosso novo integrante desse colegiado maravilhoso da Procuradoria-Geral da República”, disse o presidente.

“Se me permite a ousadia, se me convidar vou agora aí apertar a mão desse nosso novo integrante desse colegiado maravilhoso da Procuradoria-Geral da República”, disse o presidente.

Aras afirmou que o receberia “com a alegria de sempre”.

Aras afirmou que o receberia “com a alegria de sempre”.

O procurador-geral é o responsável por decidir se apresenta ou não denúncia à Justiça no inquérito que…

Continue lendo na fonte

Comentários