#chegadecorrupção

Ministro do TCU autoriza agência a assinar renovação antecipada da concessão de ferrovia em SP

O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), assinou na noite desta quarta-feira (20) decisão que autoriza o governo federal a dar continuidade ao processo de renovação antecipada do contrato de concessão da chamada Malha Paulista, ferrovia que corta o estado de São Paulo.

O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), assinou na noite desta quarta-feira (20) decisão que autoriza o governo federal a dar continuidade ao processo de renovação antecipada do contrato de concessão da chamada Malha Paulista, ferrovia que corta o estado de São Paulo.

No início de abril, o Ministério da Infraestrutura havia autorizado a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a renovar, por um período de 30 anos, o contrato com a Rumo, concessionária que opera a ferrovia.

No início de abril, o Ministério da Infraestrutura havia autorizado a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a renovar, por um período de 30 anos, o contrato com a Rumo, concessionária que opera a ferrovia.

A autorização do ministério encerrava o processo de renovação antecipada das concessões de ferrovias que teve início durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

A autorização do ministério encerrava o processo de renovação antecipada das concessões de ferrovias que teve início durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Entretanto, a assinatura do acordo acabou adiada no fim de abril, depois de auditores do TCU apontarem que a versão final do contrato entre a ANTT e a Rumo descumpria determinações feitas pelo próprio tribunal.

Entretanto, a assinatura do acordo acabou adiada no fim de abril, depois de auditores do TCU apontarem que a versão final do contrato entre a ANTT e a Rumo descumpria determinações feitas pelo próprio tribunal.

No despacho assinado na noite desta quarta, Nardes, relator do processo no TCU que acompanha a renovação antecipada da concessão da Malha Paulista,…

Continue lendo na fonte

Comentários