#chegadecorrupção

Pronunciamento de Bolsonaro foi 'equivocado', e brasileiros devem seguir normas da OMS, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira (24) em uma rede social que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro foi “equivocado” e que os brasileiros precisam seguir as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS) em meio à pandemia do novo coronavírus.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira (24) em uma rede social que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro foi “equivocado” e que os brasileiros precisam seguir as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS) em meio à pandemia do novo coronavírus.

No pronunciamento, Bolsonaro contrariou tudo o que especialistas e autoridades sanitárias do país e do mundo inteiro vêm pregando como forma de evitar que o novo coronavírus se espalhe.

No pronunciamento, Bolsonaro contrariou tudo o que especialistas e autoridades sanitárias do país e do mundo inteiro vêm pregando como forma de evitar que o novo coronavírus se espalhe.

Na TV, Bolsonaro pediu “volta à normalidade” em meio à pandemia e o fim do “confinamento em massa”. Afirmou também que meios de comunicação espalharam “pavor” na população.

Na TV, Bolsonaro pediu “volta à normalidade” em meio à pandemia e o fim do “confinamento em massa”. Afirmou também que meios de comunicação espalharam “pavor” na população.

“Desde o início desta crise venho pedindo sensatez, equilíbrio e união. O pronunciamento do presidente foi equivocado ao atacar a imprensa, os governadores e especialistas em saúde pública”, publicou Rodrigo Maia.

Em seguida, o presidente da Câmara acrescentou:

Em seguida, o presidente da Câmara acrescentou:

“Cabe aos brasileiros seguir as normas determinadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde em respeito aos idosos e a todos que estão em grupo de risco.”

“Cabe aos brasileiros seguir as normas determinadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde em respeito aos idosos e a todos que estão em grupo…

Continue lendo na fonte

Comentários