#chegadecorrupção

Justiça concede medida protetiva para filha de ex-presidente do Pros

A Justiça do Distrito Federal concedeu medida protetiva para a filha do ex-presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Eurípedes Junior por suposta agressão do pai. A jovem, de 19 anos, registrou uma denúncia na última quarta-feira (8). Ao G1, a defesa afirma que houve um “desentendimento”.

A Justiça do Distrito Federal concedeu medida protetiva para a filha do ex-presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Eurípedes Junior por suposta agressão do pai. A jovem, de 19 anos, registrou uma denúncia na última quarta-feira (8). Ao G1, a defesa afirma que houve um “desentendimento”.

Pela decisão, o político deve manter uma distância mínima de 200 metros da filha, de acordo com os advogados de Eurípedes, Paulo Henrique Gonçalves e Bruno Pena. Ele foi indiciado pela Polícia Civil do Goiás após a filha registrar a ocorrência e um laudo atestar marcas de pancadas e mordidas pelo corpo. A briga teria sido motivada pela posse de um carro.

Pela decisão, o político deve manter uma distância mínima de 200 metros da filha, de acordo com os advogados de Eurípedes, Paulo Henrique Gonçalves e Bruno Pena. Ele foi indiciado pela Polícia Civil do Goiás após a filha registrar a ocorrência e um laudo atestar marcas de pancadas e mordidas pelo corpo. A briga teria sido motivada pela posse de um carro.

Ela relatou que as agressões ocorreram na sede do PROS em Planaltina de Goiás, região do Entorno do Distrito Federal. Eurípedes teria oferecido R$ 15 mil em troca do carro dela. A jovem depôs que não concordou com a proposta do pai, mas que ele pegou a chave das mãos dela e começou as agressões.

Ela relatou que as agressões ocorreram na sede do PROS em Planaltina de Goiás, região do Entorno do Distrito Federal. Eurípedes teria oferecido R$ 15 mil em troca do carro dela. A jovem depôs que…

Continue lendo na fonte

Comentários