#chegadecorrupção

Salles diz que dados sobre desmatamento na Amazônia são 'interpretações sensacionalistas'

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles disse nesta quarta-feira (7) em audiência na Câmara dos Deputados que os percentuais de desmatamento da Amazônia divulgados recentemente “são interpretações sensacionalistas e midiáticas” feitas por “aqueles que manipulam para criar factóides” e “conseguir mais doações das ONGs estrangeiras para os seus projetos pessoais”.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles disse nesta quarta-feira (7) em audiência na Câmara dos Deputados que os percentuais de desmatamento da Amazônia divulgados recentemente “são interpretações sensacionalistas e midiáticas” feitas por “aqueles que manipulam para criar factóides” e “conseguir mais doações das ONGs estrangeiras para os seus projetos pessoais”.

Salles afirmou que o governo federal admite haver desmatamento na Amazônia, mas não do tamanho dos números divulgados.

Salles afirmou que o governo federal admite haver desmatamento na Amazônia, mas não do tamanho dos números divulgados.

“Na semana passada, fizemos uma verificação de várias dessas informações utilizadas por terceiros, não foi o órgão permanente, o Inpe, enquanto instituição, que é respeitada e deve ser respeitada, que fez essas interpretações sensacionalistas e midiáticas. Foram aqueles que manipulam para criar factoides, para criar impacto na imprensa e quem sabe conseguir mais doações das ONGs estrangeiras para os seus projetos pessoais”, afirmou Salles.

“Na semana passada, fizemos uma verificação de várias dessas informações utilizadas por terceiros, não foi o órgão permanente, o Inpe, enquanto instituição, que é respeitada e deve ser respeitada, que fez essas interpretações sensacionalistas e midiáticas. Foram aqueles que manipulam para criar factoides, para criar impacto na imprensa e quem sabe conseguir mais doações das ONGs estrangeiras para os seus projetos pessoais”, afirmou Salles.

Dados do Deter, do Instituto…

Continue lendo na fonte

Comentários