#chegadecorrupção

Itamaraty diz ter formalizado saída do Brasil da Unasul

O Ministério das Relações Exteriores divulgou uma nota nesta segunda-feira (15) na qual informou que o Brasil formalizou a saída da União das Nações Sul-Americanas (Unasul).

O Ministério das Relações Exteriores divulgou uma nota nesta segunda-feira (15) na qual informou que o Brasil formalizou a saída da União das Nações Sul-Americanas (Unasul).

No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro viajou ao Chile para assinar, ao lado de outros líderes da região, a criação do Prosul, um novo fórum de desenvolvimento e integração regional (relembre no vídeo acima).

No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro viajou ao Chile para assinar, ao lado de outros líderes da região, a criação do Prosul, um novo fórum de desenvolvimento e integração regional (relembre no vídeo acima).

“O governo brasileiro denunciou, no dia de hoje, o Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), formalizando sua saída da organização. A decisão foi comunicada oficialmente ao governo do Equador, país depositário do acordo, e surtirá efeitos transcorridos seis meses a contar da data de hoje”, afirmou o Itamaraty em nota.

“O governo brasileiro denunciou, no dia de hoje, o Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), formalizando sua saída da organização. A decisão foi comunicada oficialmente ao governo do Equador, país depositário do acordo, e surtirá efeitos transcorridos seis meses a contar da data de hoje”, afirmou o Itamaraty em nota.

A Unasul foi criada em 2008, em um período em que a maioria dos países da região era governada por políticos de centro e de centro-esquerda, entre os quais Luiz Inácio Lula da Silva, Cristina Kirchner (Argentina), Hugo Chávez (Venezuela) e Michelle Bachelet (Chile).

A Unasul foi criada em 2008, em um período em que a maioria dos países da região era governada por políticos de centro e de centro-esquerda, entre os quais Luiz Inácio Lula da Silva,…

Continue lendo na fonte

Comentários