#chegadecorrupção

Militares presos no caso de fuzilamento no Rio pedem liberdade ao STM

Os militares presos por envolvimento na morte de um homem no Rio de Janeiro após o carro dele ter sido fuzilado pediram liberdade nesta quinta-feira (11) ao Superior Tribunal Militar (STM).

Os militares presos por envolvimento na morte de um homem no Rio de Janeiro após o carro dele ter sido fuzilado pediram liberdade nesta quinta-feira (11) ao Superior Tribunal Militar (STM).

O habeas corpus foi sorteado para o ministro Lúcio Mário de Barros Góes, general do Exército. O teor do pedido de liberdade não foi divulgado.

O habeas corpus foi sorteado para o ministro Lúcio Mário de Barros Góes, general do Exército. O teor do pedido de liberdade não foi divulgado.

No último fim de semana, Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, morreu após o carro em que ele estava levar 80 tiros.

No último fim de semana, Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, morreu após o carro em que ele estava levar 80 tiros.

Segundo o delegado Leonardo Salgado, da Delegacia de Homicídios do Rio, “tudo indica” que os tiros partiram de militares do Exército.

Segundo o delegado Leonardo Salgado, da Delegacia de Homicídios do Rio, “tudo indica” que os tiros partiram de militares do Exército.

Nesta quarta (10), a juíza Mariana Campos, da Primeira Auditoria da Justiça Militar, manteve a prisão de nove dos dez militares detidos por participação no episódio.

Nesta quarta (10), a juíza Mariana Campos, da Primeira Auditoria da Justiça Militar, manteve a prisão de nove dos dez militares detidos por participação no episódio.

Comando Militar

Ainda no fim de semana, o Comando Militar do Leste (CML) divulgou uma nota na qual, primeiro, negou que militares tivessem atirado contra a família. Acrescentou, ainda, que eles haviam respondido a uma “injusta agressão” de “assaltantes”.

Ainda no fim de semana, o Comando Militar do Leste (CML) divulgou uma nota na qual, primeiro, negou que militares tivessem atirado contra a família. Acrescentou, ainda, que eles…

Continue lendo na fonte

Comentários