#chegadecorrupção

Balanço do G1 aponta: governo cumpriu integralmente 18 e parcialmente 17 das 35 metas para os primeiros 100 dias; entenda

O governo do presidente Jair Bolsonaro cumpriu integralmente ou em parte as 35 metas anunciadas em janeiro pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) para os 100 primeiros dias da administração, que se completaram nesta quarta-feira (10).

O governo do presidente Jair Bolsonaro cumpriu integralmente ou em parte as 35 metas anunciadas em janeiro pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) para os 100 primeiros dias da administração, que se completaram nesta quarta-feira (10).

Segundo levantamento do G1, até esta quinta-feira, havia:

Segundo levantamento do G1, até esta quinta-feira, havia:

  • 18 metas cumpridas
  • 17 cumpridas em parte

Critérios

  • Cumprida: se a meta foi totalmente cumprida, sem pendências.
  • Cumpriu em parte: se a meta foi cumprida parcialmente, com pendências.
  • Não cumprida: se não foram executadas ações para o cumprimento da meta.

As metas

Saiba abaixo como estão as metas anunciadas pelo governo:

Saiba abaixo como estão as metas anunciadas pelo governo:

>>> Ação 1: Estímulo à Agricultura Familiar (CUMPRIU)

>>> Ação 1: Estímulo à Agricultura Familiar (CUMPRIU)

  • O que o governo disse: Ampliar para 2 anos o prazo de validade das Declarações de Aptidão (DAP) do Programa Nacional da Agricultura Familiar. Garantir a continuidade do acesso a milhões de pequenos produtores a políticas de promoção da agricultura familiar.
  • O que aconteceu: Foi publicada no “Diário Oficial da União” uma portaria alterando de um para dois anos o prazo de validade da DAP em relação ao Pronaf.

>>> Ação 2: Pagamento do 13º do Bolsa Família (CUMPRIU EM PARTE)

>>> Ação 2: Pagamento do 13º do Bolsa Família (CUMPRIU EM PARTE)

  • O que disse o governo: Expandir a transferência de renda para as 14 milhões de famílias atendidas pelo Programa Bolsa Família.
  • O que aconteceu: Ministro Osmar Terra informou que o 13º substituirá o reajuste anual, será pago em dezembro de 2019 e custará R$ 2,5 bilhões. O…

Continue lendo na fonte

Comentários