#chegadecorrupção

Corregedor-geral eleitoral vota por cassar vereadores eleitos em 2016 por coligação que usou 'laranjas'

O corregedor geral eleitoral, ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Jorge Mussi, votou nesta quinta-feira (14) para cassar todos os vereadores eleitos por duas coligações que usaram candidaturas fictícias, as chamadas candidaturas-laranja, em uma cidade do Piauí nas eleições municipais de 2016.

O corregedor geral eleitoral, ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Jorge Mussi, votou nesta quinta-feira (14) para cassar todos os vereadores eleitos por duas coligações que usaram candidaturas fictícias, as chamadas candidaturas-laranja, em uma cidade do Piauí nas eleições municipais de 2016.

O TSE começou a discutir nesta manhã a extensão de punições impostas a coligações que usam candidaturas fictícias para preencher cota mínima de gênero. O julgamento foi interrompido por um pedido de vista do ministro Edson Fachin.

O TSE começou a discutir nesta manhã a extensão de punições impostas a coligações que usam candidaturas fictícias para preencher cota mínima de gênero. O julgamento foi interrompido por um pedido de vista do ministro Edson Fachin.

Pela legislação eleitoral, nas eleições proporcionais (vereadores, deputados estaduais e federais), cada partido ou coligação deve preencher o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo.

Pela legislação eleitoral, nas eleições proporcionais (vereadores, deputados estaduais e federais), cada partido ou coligação deve preencher o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo.

O debate no TSE se dá em torno das eleições municipais de 2016 em Valença do Piauí (PI), onde ficou comprovada fraude de duas coligações (Compromisso com Valença 1 e Compromisso com Valença 2) no preenchimento de cota por gênero. Cinco candidaturas de mulheres à Câmara de Vereadores se provaram fictícias.

O debate no TSE se dá em torno das eleições municipais de 2016 em Valença do Piauí (PI), onde ficou comprovada fraude de…

Continue lendo na fonte

Comentários