#chegadecorrupção

PF diz que delator da Odebrecht ocultou informações e beneficiou senador Ciro Nogueira

A Polícia Federal afirma que um ex-executivo da Odebrecht ocultou informações na delação premiada e beneficiou o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente do Progressistas.

A Polícia Federal afirma que um ex-executivo da Odebrecht ocultou informações na delação premiada e beneficiou o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente do Progressistas.

O relatório é sobre a investigação de pagamentos de propina relatados na delação de ex-executivos da Odebrecht.

O relatório é sobre a investigação de pagamentos de propina relatados na delação de ex-executivos da Odebrecht.

No documento, a Polícia Federal afirmou que os repasses destinados ao presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, foram feitos com a ajuda da Transnacional. A empresa de transporte de valores era usada por doleiros a serviço de empresas alvos da Lava Jato, entre elas a Odebrecht.

No documento, a Polícia Federal afirmou que os repasses destinados ao presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, foram feitos com a ajuda da Transnacional. A empresa de transporte de valores era usada por doleiros a serviço de empresas alvos da Lava Jato, entre elas a Odebrecht.

No documento, enviado ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a PF detalha os pagamentos ao senador para que ele atuasse para aprovar projetos de interesse da Odebrecht no Senado. E registra o endereço de entrega que consta dos sistemas dos doleiros e da Transportadora.

No documento, enviado ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a PF detalha os pagamentos ao senador para que ele atuasse para aprovar projetos de interesse da Odebrecht no Senado. E registra o endereço de entrega que consta dos sistemas dos doleiros e da Transportadora.

>> Saiba mais abaixo as versões de todos os citados

>> Saiba mais abaixo as versões de todos os citados

O delegado Albert Sérvio de Moura diz que neste imóvel “residia no ano de 2014 o filho…

Continue lendo na fonte

Comentários