#chegadecorrupção

Lula é condenado no caso do sítio em Atibaia; Vale sabia dos riscos de rompimento da barragem. Jornais de quinta (7)

Os principais jornais repercutem a condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio em Atibaia pelos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. A Folha de S. Paulo comenta a condenação e destaca que a sentença foi dada pela juíza Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro na 13ª Vara Federal de Curitiba.

Os principais jornais repercutem a condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio em Atibaia pelos crimes de corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro. A Folha de S. Paulo comenta a condenação e destaca que a sentença foi dada pela juíza Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro na 13ª Vara Federal de Curitiba.

Segundo a denúncia, Lula foi beneficiado por reformas no sítio pagas com verba desviada de contratos da Petrobras entre os anos de 2010 e 2014. Na sentença, Gabriela afirma que a família do ex-presidente era frequentadora assídua do sítio.

Segundo a denúncia, Lula foi beneficiado por reformas no sítio pagas com verba desviada de contratos da Petrobras entre os anos de 2010 e 2014. Na sentença, Gabriela afirma que a família do ex-presidente era frequentadora assídua do sítio.

“É fato que a família do ex-presidente Lula era frequentadora assídua no imóvel, bem como usufruiu dele como se dona fosse”, escreveu a juíza. “Lula é condenado a 12 anos por corrupção no caso de Atibaia”, informa o título principal da Folha.

“É fato que a família do ex-presidente Lula era frequentadora assídua no imóvel, bem como usufruiu dele como se dona fosse”, escreveu a juíza. “Lula é condenado a 12 anos por corrupção no caso de Atibaia”, informa o título principal da Folha.

O Estado de S.Paulo enfatiza que essa foi a segunda condenação de Lula e lembra que o ex-presidente ainda pode ser condenado em uma terceira ação penal, que investiga a compra de um terreno para o Instituto Lula. O matutino explica que outras 10 pessoas também foram condenadas na ação sobre o sítio em…

Continue lendo na fonte

Comentários