#chegadecorrupção

Equipe econômica comemora fala de Rodrigo Maia após encontro com Paulo Guedes

A equipe econômica comemorou a entrevista do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), concedida logo depois de seu encontro com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo assessores diretos de Guedes, a fala de Maia foi o “melhor apoio” conseguido até agora pelo governo para aprovar a reforma da Previdência neste ano.

A equipe econômica comemorou a entrevista do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), concedida logo depois de seu encontro com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo assessores diretos de Guedes, a fala de Maia foi o “melhor apoio” conseguido até agora pelo governo para aprovar a reforma da Previdência neste ano.

A avaliação da equipe de Guedes é que Maia deixou claro que vai estar à frente das negociações para aprovação da mudança nas regras de aposentadoria no país. O deputado disse que sua intenção é aprovar a reforma em dois a três meses na Câmara.

A avaliação da equipe de Guedes é que Maia deixou claro que vai estar à frente das negociações para aprovação da mudança nas regras de aposentadoria no país. O deputado disse que sua intenção é aprovar a reforma em dois a três meses na Câmara.

Maia fez, porém, um alerta. O presidente Jair Bolsonaro precisa construir uma maioria dentro da Câmara na ordem de 350 parlamentares, para ter uma garantia de 320 a 330 votos a favor da medida. Ou seja, ao contrário do que é dito no Palácio do Planalto, ainda não há certeza de que o governo tem maioria no Legislativo.

Maia fez, porém, um alerta. O presidente Jair Bolsonaro precisa construir uma maioria dentro da Câmara na ordem de 350 parlamentares, para ter uma garantia de 320 a 330 votos a favor da medida. Ou seja, ao contrário do que é dito no Palácio do Planalto, ainda não há certeza de que o governo tem maioria no Legislativo.

A Câmara tem 513 deputados. Propostas de emendas constitucionais, como deve ser a reforma da Previdência, exigem a aprovação de pelo menos três…

Continue lendo na fonte

Comentários