#chegadecorrupção

PGR pede ao Supremo para investigar deputado do Pará por suposto desvio de verba pública

A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito para investigar o deputado federal Francisco Chapadinha (Pode-PA) por suposto desvio de verba pública da Câmara.

A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de um inquérito para investigar o deputado federal Francisco Chapadinha (Pode-PA) por suposto desvio de verba pública da Câmara.

O pedido da procuradora-geral, Raquel Dodge, foi apresentado na terça-feira (8), e o conteúdo, tornado público nesta quinta (10).

O pedido da procuradora-geral, Raquel Dodge, foi apresentado na terça-feira (8), e o conteúdo, tornado público nesta quinta (10).

A TV Globo tentava localizar a assessoria e a defesa do parlamentar até a última atualização desta reportagem.

A TV Globo tentava localizar a assessoria e a defesa do parlamentar até a última atualização desta reportagem.

Como o deputado não se reelegeu, e vai perder o foro privilegiado, o caso será enviado à 1ª instância da Justiça a partir de fevereiro.

Como o deputado não se reelegeu, e vai perder o foro privilegiado, o caso será enviado à 1ª instância da Justiça a partir de fevereiro.

O relator do caso será o ministro Luiz Fux, mas, como o Poder Judiciário está de recesso, o pedido foi remetido ao ministro que está de plantão, Dias Toffoli.

O relator do caso será o ministro Luiz Fux, mas, como o Poder Judiciário está de recesso, o pedido foi remetido ao ministro que está de plantão, Dias Toffoli.

No pedido ao STF, a PGR diz ter recebido uma representação de um cidadão segundo a qual o deputado informou à Câmara despesas com o aluguel de um escritório em Santarém (PA) em valor superfaturado. O escritório, segundo a representação, seria do genro do parlamentar.

No pedido ao STF, a PGR diz ter recebido uma representação de um cidadão segundo a qual o deputado informou à Câmara despesas com o…

Continue lendo na fonte

Comentários