#chegadecorrupção

Moro defende que votação de mudanças na Lei de Execução Penal fique para 2019

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou nesta segunda-feira (26) que o “ideal” é deixar para o próximo ano a votação, no Congresso Nacional, de um projeto de lei que modifica a Lei de Execução Penal. Moro defendeu, em uma entrevista coletiva, que a análise da proposta ocorra após a posse do presidente Jair Bolsonaro e dos deputados e senadores eleitos em 2018.

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou nesta segunda-feira (26) que o “ideal” é deixar para o próximo ano a votação, no Congresso Nacional, de um projeto de lei que modifica a Lei de Execução Penal. Moro defendeu, em uma entrevista coletiva, que a análise da proposta ocorra após a posse do presidente Jair Bolsonaro e dos deputados e senadores eleitos em 2018.

Ao anunciar na tarde desta segunda a criação de uma secretaria para gerenciar a integração entre as polícias estadual e a federal, o ex-juiz mencionou reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” que cita a articulação de parlamentares envolvidos nas investigações da Operação Lava Jato para que a Câmara vote nas próximas semanas as mudanças nas regras de execução penal.

Ao anunciar na tarde desta segunda a criação de uma secretaria para gerenciar a integração entre as polícias estadual e a federal, o ex-juiz mencionou reportagem do jornal “Folha de S.Paulo” que cita a articulação de parlamentares envolvidos nas investigações da Operação Lava Jato para que a Câmara vote nas próximas semanas as mudanças nas regras de execução penal.

“O meu entendimento é de que o ideal seria que isso não fosse objeto de deliberação agora no final da legislatura, que fosse deixada oportunidade para que o próximo governo e a próxima legislatura, que foram eleitas com uma série de pautas por parte da população brasileira, tivesse o tempo razoável para se debruçar sobre esse projeto e tentar buscar aprimorá-lo”, declarou Moro aos jornalistas.

“O meu entendimento é de que o ideal…

Continue lendo na fonte

Comentários