#chegadecorrupção

Delatores do grupo J&F insistem em depor antes de STF julgar acordos de colaboração

Quatro delatores do grupo J&F enviaram documentos ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (20) nos quais insistem em depoimentos pessoais antes de o plenário da Corte julgar a os acordos de colaboração firmados por eles.

Quatro delatores do grupo J&F enviaram documentos ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (20) nos quais insistem em depoimentos pessoais antes de o plenário da Corte julgar a os acordos de colaboração firmados por eles.

O Supremo terá que decidir sobre pedido da Procuradoria Geral da República para anular os acordos de Joesley Batista, Wesley Batista, Ricardo Saud e Francisco de Assis.

O Supremo terá que decidir sobre pedido da Procuradoria Geral da República para anular os acordos de Joesley Batista, Wesley Batista, Ricardo Saud e Francisco de Assis.

O argumento da PGR é que eles omitiram suposta orientação do ex-procurador Marcelo Miller nas negociações. A expectativa é de que a validade das delações seja analisada somente em 2019.

O argumento da PGR é que eles omitiram suposta orientação do ex-procurador Marcelo Miller nas negociações. A expectativa é de que a validade das delações seja analisada somente em 2019.

Atualmente, o procedimento de rescisão das colaborações está em fase de depoimentos. Em junho, o relator da Lava Jato no STF, ministro Luiz Edson Fachin, autorizou coleta de provas e depoimentos indicados pelos delatores. Até este mês, as testemunhas indicadas estavam sendo ouvidas por juízes auxiliares de Fachin.

Atualmente, o procedimento de rescisão das colaborações está em fase de depoimentos. Em junho, o relator da Lava Jato no STF, ministro Luiz Edson Fachin, autorizou coleta de provas e depoimentos indicados pelos delatores. Até este mês, as testemunhas indicadas estavam sendo ouvidas por juízes auxiliares de Fachin.

No último dia 12, no entanto, o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que pediu as rescisões em setembro de 2017,…

Continue lendo na fonte

Comentários