#chegadecorrupção

Conselho de Segurança dos EUA elogia Bolsonaro por posição contrária a Cuba; eleito agradece

O Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos publicou uma mensagem no Twitter nesta sexta-feira (16) no qual elogiou o presidente eleito Jair Bolsonaro por “tomar posição contra o regime cubano”. Também no Twitter, Bolsonaro agradeceu.

O Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos publicou uma mensagem no Twitter nesta sexta-feira (16) no qual elogiou o presidente eleito Jair Bolsonaro por “tomar posição contra o regime cubano”. Também no Twitter, Bolsonaro agradeceu.

Cabe ao conselho assessorar e auxiliar o presidente dos EUA em questões de segurança nacional e política externa. O conselho também coordena as políticas de segurança em vários órgãos do governo americano.

Cabe ao conselho assessorar e auxiliar o presidente dos EUA em questões de segurança nacional e política externa. O conselho também coordena as políticas de segurança em vários órgãos do governo americano.

Na última quarta (14), Bolsonaro informou que o governo cubano havia decidido deixar o Mais Médicos por não concordar com o teste de capacidade. Para ele, é “desumano” dar aos mais pobres atendimento médico “sem garantia”.

Na última quarta (14), Bolsonaro informou que o governo cubano havia decidido deixar o Mais Médicos por não concordar com o teste de capacidade. Para ele, é “desumano” dar aos mais pobres atendimento médico “sem garantia”.

O Ministério de Saúde Pública de Cuba, contudo, informou ter deixado o programa em razão de declarações “depreciativas e ameaçadoras” de Bolsonaro. O presidente eleito disse que iria expulsar os cubanos do Brasil.

O Ministério de Saúde Pública de Cuba, contudo, informou ter deixado o programa em razão de declarações “depreciativas e ameaçadoras” de Bolsonaro. O presidente eleito disse que iria expulsar os cubanos do Brasil.

“Elogiamos o presidente eleito do Brasil, @JairBolsonaro, por tomar posição contra o regime cubano por violar os direitos humanos de seu povo, incluindo…

Continue lendo na fonte

Comentários