#chegadecorrupção

TSE rejeita pedido do PT para impedir Meirelles de usar imagem de Lula na propaganda eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta quarta-feira (26) um pedido do PT para impedir o candidato do MDB à Presidência, Henrique Meirelles, de usar a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou nesta quarta-feira (26) um pedido do PT para impedir o candidato do MDB à Presidência, Henrique Meirelles, de usar a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda eleitoral.

Na propaganda, Meirelles afirma: “Sempre que me chamaram para grandes desafios, eu não prometi nada além de trabalho e resultado. Foi assim quando trabalhei em empresas e no setor público”.

Na propaganda, Meirelles afirma: “Sempre que me chamaram para grandes desafios, eu não prometi nada além de trabalho e resultado. Foi assim quando trabalhei em empresas e no setor público”.

Nestre trecho do vídeo, a propaganda exibe uma foto do candidato do MDB com o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush e, em seguida, uma outra foto, com Lula (veja na reprodução acima).

Nestre trecho do vídeo, a propaganda exibe uma foto do candidato do MDB com o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush e, em seguida, uma outra foto, com Lula (veja na reprodução acima).

A coligação do PT argumentou que a propaganda de Henrique Meirelles pode confundir o eleitor porque Lula apoia outro candidato, Fernando Haddad, e, por isso, não poderia aparecer na propaganda de outro partido.

A coligação do PT argumentou que a propaganda de Henrique Meirelles pode confundir o eleitor porque Lula apoia outro candidato, Fernando Haddad, e, por isso, não poderia aparecer na propaganda de outro partido.

Ao analisar a representação do PT, o relator, Sérgio Banhos, afirmou que as fotos tratam de acontecimento “público e notório” e fazem parte da biografia de Meirelles.

Ao analisar a representação do PT, o relator, Sérgio Banhos, afirmou que as fotos tratam de acontecimento…

Continue lendo na fonte

Comentários