#chegadecorrupção

Quais são as propostas dos candidatos à presidência para a Economia?



A inflação, o desemprego, a taxa de câmbio, os juros e os impostos afetam nossa vida direta ou indiretamente. Pode ser através do preço dos alimentos, dos combustíveis, ou na dificuldade em conseguir um financiamento e, inclusive, um emprego. Fato é que a economia influencia muito, e muitas vezes direciona nossas escolhas. Portanto, não é à toa que esse é um tema central nas campanhas eleitorais! É por isso que nesse post, vamos te mostrar quais são, de acordo com seus planos de governo, as propostas dos candidatos à presidência para a economia.

Você sabe o que defendem cada um dos candidatos sobre esse tema? Será que há propostas detalhadas nos seus programas? Confira abaixo o que é apresentado em cada programa entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelos 13 concorrentes do seu voto!

IMPORTANTE: Este texto do Politize! não tem nenhuma intenção de defender qualquer posicionamento, ou ainda, convencer o leitor a votar em algum(a) candidato(a). Foi realizada uma leitura criteriosa, destacando-se assim os principais pontos das propostas em relação ao desenvolvimento econômico, emprego e renda e utilizando as próprias palavras dos planos de governo.

O plano de governo do candidato Álvaro Dias contém 15 páginas. Representa a coligação “Mudança de verdade” dos partidos políticos PODEMOS, PSC, PRP e PTC. No “Plano de Metas 19+1”, o candidato aborda questões sobre desenvolvimento econômico, emprego e renda na meta 1, “Emprego para todos”, na meta 6, “Família Única”, na meta 9, “Menos impostos já”, na meta 10, “Capital para a Previdência Social”, na meta 14, “Infraestrutura para o século XXI”, e na meta 18, “Autonomia Federativa + Reforma Política”. Dentre suas propostas:

  • Reforma financeira propiciadora de efetiva diminuição de juros para o setor produtivo – em especial para micro e pequenas empresas (pág…

Continue lendo na fonte

Comentários