#chegadecorrupção

Ministério da Agricultura abre processos para investigar possíveis funcionários fantasmas na pasta

O Ministério da Agricultura abriu nesta segunda-feira (24) processos administrativos para investigar 62 servidores que não conseguiram explicar de forma satisfatória porque passavam menos tempo no ministério do que o exigido por lei.

O Ministério da Agricultura abriu nesta segunda-feira (24) processos administrativos para investigar 62 servidores que não conseguiram explicar de forma satisfatória porque passavam menos tempo no ministério do que o exigido por lei.

Os processos administrativos podem resultar em punições como demissão e até o envio das informações à Polícia Federal para investigações criminais.

Os processos administrativos podem resultar em punições como demissão e até o envio das informações à Polícia Federal para investigações criminais.

Apuração da corregedoria da pasta encontrou em março deste ano pelo menos 32 servidores que passavam mais de 50 horas por semana fora do ministério sem justificativas – a carga horária mensal prevista para os funcionários da pasta é de 160 horas. Pela lei, os servidores não podem se ausentar do serviço durante o expediente sem prévia autorização do chefe imediato.

Apuração da corregedoria da pasta encontrou em março deste ano pelo menos 32 servidores que passavam mais de 50 horas por semana fora do ministério sem justificativas – a carga horária mensal prevista para os funcionários da pasta é de 160 horas. Pela lei, os servidores não podem se ausentar do serviço durante o expediente sem prévia autorização do chefe imediato.

O secretário-executivo do ministério, Eumar Novacki, explicou que passou a eestruturar o acompanhamento das denúncias contra servidores a partir da Operação Carne Fraca. Uma das prioridades, disse, foi a colocação de ponto eletrônico no prédio da pasta para que se pudesse ter um controle mais rigoroso da entrada e saída dos servidores.

O secretário-executivo do ministério, Eumar Novacki, explicou que passou a…

Continue lendo na fonte

Comentários