#chegadecorrupção

Ministros fazem mais uma reunião para monitorar greve dos caminhoneiros

Os ministros que monitoram a greve dos caminhoneiros se reuniram mais uma vez no início da noite desta terça-feira (29), no Palácio do Planalto.

Os ministros que monitoram a greve dos caminhoneiros se reuniram mais uma vez no início da noite desta terça-feira (29), no Palácio do Planalto.

O grupo foi criado pelo presidente Michel Temer e faz duas reuniões por dia. O gabinete foi formado na sexta, quando Temer acionou um plano de segurança para desobstruir rodovias e garantir a retomada do transporte de cargas.

O grupo foi criado pelo presidente Michel Temer e faz duas reuniões por dia. O gabinete foi formado na sexta, quando Temer acionou um plano de segurança para desobstruir rodovias e garantir a retomada do transporte de cargas.

Para desobstruir as estradas, Temer decidiu na semana passada acionar as Forças Armadas e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Para desobstruir as estradas, Temer decidiu na semana passada acionar as Forças Armadas e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os protestos dos caminhoneiros afetaram o abastecimento de combustíveis, alimentos, medicamentos e outros produtos. A greve afetou o funcionamento de indústrias, escolas, hospitais, portos e aeroportos.

Os protestos dos caminhoneiros afetaram o abastecimento de combustíveis, alimentos, medicamentos e outros produtos. A greve afetou o funcionamento de indústrias, escolas, hospitais, portos e aeroportos.

A greve está no nono dia. A categoria, que protesta contra a alta do preço do diesel, fechou um acordo com o governo para encerrar a paralisação. Um dos itens do acordo prevê a redução em R$ 0,46 no preço do litro do diesel durante 60 dias.

A greve está no nono dia. A categoria, que protesta contra a alta do preço do diesel, fechou um acordo com o governo para encerrar a paralisação. Um dos itens do acordo prevê a redução em R$ 0,46 no preço do litro do diesel durante 60 dias.

Apesar do acordo, ainda há registro de manifestações…

Continue lendo na fonte

Comentários

Leave a comment