#chegadecorrupção

Como se filiar a um partido político?

Hoje, somos quase 208 milhões de brasileiros. Nas eleições de 2016, éramos um pouco mais do que 144 milhões de eleitores ativos, ou seja, exercendo o dever de votar e o direito de escolher qual candidato eleger. Entre esses cidadãos, cerca de 16 milhões estão filiados a um dos 35 partidos políticos no Brasil. O perfil dos filiados, no país, é predominantemente masculino e na faixa etária de 43 a 58 anos. O número de jovens não alcança um milhão. Você sabe como se filiar a um partido político? E, principalmente, para que serve se filiar? Confira a seguir!

O requisito para inscrever-se na filiação partidária é simples: precisa estar em pleno uso de seus direitos políticos. Mas, antes de continuarmos, você sabe quais são esses direitos políticos?

Todo ser humano tem direitos fundamentais, também chamados de direitos humanos. Em resumo, são os nossos direitos individuais, direitos sociais, direitos econômicos e, por fim, os direitos políticos. Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) de 1948, todos podem participar do governo de seu país, seja diretamente ou por meio de representantes livremente eleitos. Além disso, o artigo 21 da DUDH afirma que:

“A vontade do povo será a base da autoridade do governo; esta vontade será expressa em eleições periódicas e legítimas, por sufrágio universal, por voto secreto ou processo equivalente que assegure a liberdade de voto.”

Desse modo, usufruir de seus direitos políticos como cidadão significa não só a liberdade de votar, como também o exercício da cidadania. Considerando as diversas formas de cidadania para além do voto, o indivíduo também deve usufruir de liberdade de expressão e estar apto a propor uma ação popular, por exemplo. Já deu para perceber que esses são direitos políticos – ou cívicos – comuns em uma democracia, seja de modo representativo ou direto.

Sendo assim, quem tem direito ao voto?

  • Obrigatório: maiores de…

Continue lendo na fonte

Comentários

Leave a comment